Huambo – A proposta de Lei sobre a Liberdade de Religião, Crença e Culto, apreciada hoje, durante a 8ª sessão ordinária do Conselho de Ministros, realizada na província do Huambo, estabelece requisitos mais rigorosos para a legalização do exercício da actividade religiosa no país.

no final da reunião, orientada pelo Presidente da República, João Lourenço.

Referiu que, embora a proposta reduza o número de assinaturas para a legalização das igrejas,  define com maior rigorosidade quem pode ser pastor, em que línguas devem ser os cultos realizados, bem como quais às matérias que podem ser tratadas.

As cobranças de quantias monetárias nas instituições religiosas é outro assunto que vem regulado no diploma, a ser submetido à Assembleia Nacional.

Por isso, Carolina Cerqueira entende que o mesmo vai acabar com as práticas e atitudes que atentam contra a estabilidade social e desequilibram às famílias, obrigando que o exercício da actividade religiosa em Angola seja feito em conformidade com a lei e os bons princípios.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here